Cecil José Rezze: Domando emoções selvagens

Do verbo “to tame” traduzi livremente por domando, que corresponde a duas acepções, pelo menos, conforme as referências acima. A primeira considera domando um animal selvagem tomando o título do livro de  Bion – Taming wild thoughts – no sentido de domar uma força animal como a de um tigre...

Antônio Carlos Eva: Atitude Psicanalítica

Procuro, no presente escrito, valer-me da minha trajetória como psicanalista; usarei esta dimensão para apontar como vejo os elementos que importam na minha teoria e prática. Trata-se, pois, de uma atitude pessoal, única, que vai se desenvolvendo com o passar do exercício clínico e teórico em psicanálise...

Roosevelt Cassorla: Bion e os macacos

Especulando imaginativamente reencontrei o fantasma de Bion (f(B)). Desta vez não me assustei.  Ouvi sua voz, ressoante:  "... o ser humano é o que eu chamaria de ‘muito espertalhão'. Alguns animais são espertos, os animais de circo, por exemplo, podem reproduzir exatamente um desfile municipal...

Luiz Carlos Uchôa Junqueira Filho

Atente-se que o conceito de “pensamentos selvagens” engloba duas questões “complementares”: a existência de “pensamentos selvagens”, (ou “pensamentos extraviados”) e a conveniência de sua “domesticação”...

Arnaldo Chuster: Pensamentos Selvagens

A obra de Wilfred Bion pode ser comparada a um caleidoscópio, à semelhança com a vida do seu autor. Uma criança nascida em 1897 na Índia Imperial Vitoriana, um estudante de escola pública inglesa no início do século XX, um soldado no Regimento Real de Tanques na I Guerra Mundial...

Blog no WordPress.com.

Acima ↑